Vivemos novos tempos e a Cultura, mais uma vez, mostra sua força adaptando-se com qualidade, de maneira rápida e criativa. A partir de hoje, todas as atividades dos equipamentos que a POIESIS gerencia acontecerão virtualmente. Nesta página, você encontra todos os conteúdos que são apresentados por programa ou por linguagem artística. A atualização será diária e as novidades serão publicadas nas redes sociais dos Programas. Então curta as nossas páginas e leve + Cultura para o seu dia. Esta ação acontece em conjunto com o #culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. <3

Nossas
atividades
estão aqui

Fábricas de Cultura
Museus-Casas Literários
Oficinas Culturais
Foto: Divulgação

Museus Casas-Literários

PALESTRA

CLUBE DE LEITURA CASA MÁRIO DE ANDRADE

Com Lucineide Vieira e convidados

 

Organização: Josué Gonçalves de Araújo e Lucineide Vieira.

Mediação: Lucineide Vieira.

 

Nos encontros do Clube de Leitura da Casa Mário de Andrade, os participantes terão oportunidade de conhecer o movimento de cordelistas que atuam para difundir este gênero literário por meio de suas obras e ações. A cada encontro, um autor convidado fará uma breve apresentação de sua trajetória, seguida da leitura de um de seus cordéis.

 

Para realizar sua inscrição,  clique aqui.

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

O link será enviado aos inscritos por e-mail.

 

Cronograma das atividades:

 

18/09 – Luciano Braga apresenta o cordel “Eu Sou “Rainha” Luísa Mahin”;

 

23/10 – Érica Montenegro de Mélo comenta seu cordel “Três carneirinhos espertos e um lobo muito besta”;

 

27/11 – Maria do Carmo Ferreira da Costa (Madu Costa) aborda seu cordel “Dandara Guerreira”.

 

Érica Montenegro de Mélo  é paraibana e mora em Recife desde 2004. Atua na área de educação e literatura. Pedagoga pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG (2002). Mestra em Ciências da Linguagem (Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP/ 2010). Pós-Graduada em Literatura Infanto Juvenil (FAFIRE – 2019). Mediadora de leitura e professora de biblioteca escolar, contadora de histórias e formadora de professores, dedica-se também a escrita literária de livros e folhetos de cordel, além da mentoria para escrita criativa. Participa do grupo Teia Literária, desde 2017, pelo qual participou das obras: Coletânea pegadas da escrita; Mulheres feitas de tempo; Nós dos Eus; Ecos da Resistência (no prelo).

 

Josué Gonçalves de Araújo  é nascido Pontal do Paranapanema na cidade de Marabá Paulista – SP, mas viveu toda a sua infância e juventude na cidade vizinha, Mirante do Paranapanema e, aos 18 anos de idade, migrou para a capital paulista. Foi bancário e atualmente, além de escritor é diagramador de textos para a Editora Luzeiro e Magazine Gibi.

 

Luciano Braga  é professor de Artes na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo com especialização em Educação Profissional Integrada, pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo (2009); especialização em Atendimento Educacional Especializado, pela Prefeitura Municipal de Conceição do Araguaia (2008) e especialização em Educação Artística, pela Faculdade Marcelo Tupinambá (1995). Escritor pela editora Summus – Selo Negro, Heccus, Filoczar e editoras independentes. É ator e fundador dos grupos Contos, Cantos, Encantos em todos os cantos – Contação e teatro de rua (2007), Cia AtorDoados (2015), Trupe do Baú (2018), e ator convidado da Cia TocArte (2016). Também é integrante dos coletivos SP Cordel, Cordel Cantante e Cordel da República (2019). Ministra palestras e encontros sobre a implementação das leis 10639/2003 e 11645/2008, que tratam sobre o ensino da história e da cultura afro-brasileira e indígena no currículo oficial da rede de ensino do país.

 

Lucineide Vieira da Silva Cipoli  é formada em Pedagogia pela UEPB, e pós-graduada em Língua Portuguesa pela PUC/SP, onde redigiu um trabalho de conclusão de curso sobre “As Peculiaridades do Texto de Cordel”. Trabalha na Rede Municipal de Educação de São Paulo, como POSL – Professora Orientadora de Sala de Leitura -, onde desenvolve um projeto de Organização de Sarau e coordena os Estudos Literários da AEL- Academia de Estudantes de Letras – Graciliano Ramos. Faz parte do Movimento Nacional de Mulheres Unidas em Combate ao Machismo e do Coletivo Teodoras do Cordel- artevistas SP, onde publicou ao lado de 18 cordelistas o Cordel Justica Violada. É idealizadora e mediadora do Clube de Leitura Ler_Mulher e do Clube de Leitura de Cordel de São Paulo, que vem integrando a programação do Museu Casa Mário de Andrade.

 

Maria do Carmo Ferreira da Costa (Madu Costa)  é graduada em Pedagogia, pela UFMG (1995) e possui pós-graduação em Arte Educação pela PUC Minas. É escritora com 11 publicações literatura infantil e 5 publicações de literatura de cordel. Integra o Coletivo Iabás, de narração de histórias das orixás femininas. Atua em teatros, escolas, empresas, festas particulares e afins. Apresentou-se em Angola com o Coletivo Iabás no Segundo Intercâmbio Brasil x Angola promovido pelo Grupo Raízes de São Paulo em 2019; no evento Tiradentes em Cena, em novembro de 2020; na Feira Literária de Sabará (Flis), em 2020; e no Museu Gerdau com o monologo Simpatias de Mãe (2019). Ministra cursos de contação de histórias em plataforma digital.

Casa Mário de Andrade 18/09, 23/10, 27/11 Horário:. 16:30

Compartilhe: