BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook
 
HAROLDO DE CAMPOS C. R. HAROLDO DE CAMPOS ACERVO HAROLDO DE CAMPOS CATÁLOGO DO ACERVO BIBLIOGRÁFICO REVISTA CIRCULADÔ REVISTA CTRL+ VERSO COOPERATIVA DA INVENÇÃO POESIA EXPANDIDA
BUSCAR
Twitter
Facebook

Programação

Homenagem

HORA H

Curadoria: Cid Campos e Ivan de Campos

De sexta a domingo, dias 16, 17 e 18 de agosto

Realizado desde 2003, o HORA H – celebrado no mês de nascimento e morte de Haroldo de Campos – reúne artistas e intelectuais em recitais, concertos, conversas e apresentações em torno de sua obra. No ano que marca o decênio de morte do poeta, a programação também inclui lançamentos de CD e de livros. Ver a programação completa no site da Casa das Rosas.

 

Sexta-feira, 16 de agosto

 

19h30

Apresentação do Coral da Casa das Rosas

CANTANDO A POESIA

Regência: Adilson Rodrigues

O Coral da casa das rosas fará a abertura do Hora H cantando duas músicas inspiradas na obra do poeta Haroldo de campos: “Ode Primitiva”, fragmento de Galáxias, de Haroldo de Campos, musicado por Péricles Cavalcanti, e a canção “Haroldo de Campos”, de Adilson Rodrigues.

 

20h

Abertura da exposição

TEMPO-VERO

De Leonardo Tepedino

Iniciativa: Centro de Referência Haroldo de Campos

Uma instalação em torno do livro-poema A máquina do mundo repensada (2000), de Haroldo de Campos, será reinventada para o espaço interno da Casa das Rosas. A escultura composta de fragmentos de madeira foi originariamente concebida para ocupar as Cavalariças do Parque Lage, no Rio de Janeiro.

 

20h30

Lançamento

CD VOZ VERSO E AVESSO

Com Lucila Tragtenberg, Lívio Tragtenberg e Fabio Tagliaferri

O CD reúne composições de Livio Tragtenberg para soprano e instrumentos, a partir de poemas e transcriações do poeta Haroldo de Campos, além der ser o primeiro registro da parceria de mais de vinte anos entre Tragtenberg/Campos, através do patrocínio do Programa Petrobras Cultural. As composições transitam entre a canção popular - em ritmos, timbre e harmonia, como na Rima Petrosa 2 e nas cinco canções daSuíte Qohélet (uma transcriação do Eclesiastes bíblico) próximas à bossa nova - e entre aspectos de experimentação, como em A Dama da Lua (transcriação do poema chinês de Li Shang Yin), Rima Petrosa 1 e Acróstico

Sábado, 17 de agosto

 

18h30

Lançamento

TRANSCRIAÇÃO, DE HAROLDO DE CAMPOS

Uma coletânea de ensaios de Haroldo de Campos sobre sua inovadora concepção de tradução literária, sintetizada no termo “transcriação”, será lançada durante o evento HORA H. A obra, publicada pela Editora Perspectiva com apoio do Centro de Referência Haroldo de Campos e da Casa Guilherme de Almeida, inclui – em grande parte – escritos que até agora não tinham sido publicados em livro.

 

Palestra

TRANSCRIAÇÃO E PLAGIOTROPIA

Com Marcelo Tápia

A palestra apresentará brevemente a teoria da transcriação de Haroldo de Campos, com base nos artigos incluídos no livro Transcriação (a ser lançado nessa oportunidade), focalizando especialmente a conceituação de “plagiotropia” e sua relação com os conceitos metafóricos de transfusão, vampirização e antropofagia.

 

20h

Show

POESIA & TRANSCRIAÇÕES MUSICADAS

Com Alexandre Damasceno (bateria), Cid Campos (voz/violão), Felipe Ávila (guitarra) e Mauricio Biazzi (baixo)

Convidados especiais: Edvaldo Santana e Péricles Cavalcanti

O show traz um repertório especial, cujo foco é de músicas compostas por Cid Campos, Péricles Cavalcanti e Edvaldo Santana para poesias ou transcriações de Haroldo de Campos, como CRISANTEMPO, FECHO ENECERRO, A GATA LADY BI, TORTO e ODE PRIMITIVA. As composições se projetam numa área musical interdisciplinar, popular-experimental, em que as palavras ou fragmentos de palavras podem ganhar autonomia, rompendo os limites entre texto poético e textura musical. Os arranjos valorizam a participação dos músicos Felipe Ávila, Mauricio Biazzi e Alexandre Damasceno, abrindo espaço para a improvisação, cercando as composições com uma sonoridade competente e criativa.

 

Domingo, 18 de agosto

 

17h

Lançamento e mesa redonda

A EDUCAÇÃO DOS CINCO SENTIDOS, DE HAROLDO DE CAMPOS

Com Horácio Costa e Lívio Tragtenberg

Este livro de poemas de Haroldo de Campos, publicado em 1985 e esgotado há muito tempo, representa uma ruptura na trajetória poética do autor. A reedição, lançada pela Editora Iluminuras com apoio do Centro de Referência Haroldo de Campos, contém um CD com gravações de leituras do poeta. A mesa-redonda contará com as participações de Horácio Costa e Lívio tragtenberg que comentarão a importância do livro e das gravações.

 

18h30

Recital

10 – 100 H

Abertura: Alberto Marsicano

Com Donny Correia, Frederico Barbosa, Horácio Costa, Ivan de Campos, Lucio Agra, Marcelo Tápia, Michel Sleiman, Nelson Ascher, Omar Khouri e Simone Homem de Mello

Recital em homenagem a Haroldo de Campos, poeta, tradutor e teórico, nos 10 anos de sua morte. A abertura será feita pelo músico Alberto Marsicano, um dos introdutores do Sitar indiano no Brasil, e termina com uma jornada transtemporal pela obra do poeta.

 

Participantes:

 

Adilson Rodrigues é compositor e diretor musical de grupos de teatro.

 

Cid Campos é músico, compositor e produtor musical, além de dedicar-se a atividades musicais interdisciplinares. Fez trilhas sonoras para filmes e vídeos, balés, instalações, espetáculos multimídia, com ênfase na arte experimental. Produziu, entre outros, o CD Poesia é risco (1995), com leituras de Augusto de Campos.

 

Donny Correia, poeta e cineasta, é formado em Letras – tradutor e intérprete pelo Centro Universitário Ibero-Americano (Unibero) e mestrando em Estética e História da Arte pela USP. Realizou os curtas experimentais Anatomy of decay, Braineraser e Totem, este selecionado para a 34ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e Prêmio Canal Brasil. Publicou os livros de poesia O eco do espelho (2005), Balletmanco (2009) e Corpocárcere (2013). É coordenador de programação da Casa Guilherme de Almeida.

 

Edvaldo Santana é músico. Seus primeiros acordes foram dados no velho violão do pai, no final da década de 60, com influências que vão de Manezinho Araújo e Jackson do Pandeiro à Torquato Neto, Hendrix e toda contra-cultura que entra em cena nesse período. Entre seus CDS estão Tá Assustadao?, Amor de Periferia, Reserva de Alegria e Jataí.

 

Horácio Costa, poeta e professor do Departamento de Literatura Portuguesa da USP, publicou em diversos idiomas, como o espanhol, o inglês e o búlgaro. Traduziu Octavio Paz, José Gorostiza, César Vallejo e Elisabeth Bishop.

 

Ivan de Campos é professor titular de Química da Unip – Universidade Paulista, poeta, tradutor, coorganizador do Bloomsday, em São Paulo, e curador do Hora H, evento em homenagem à obra e a memória do poeta Haroldo de Campos.

 

Fábio Tagliaferri é violonista e violista. Há 20 anos toca em orquestra e faz participação em shows e gravações. Possui dois CDs autorais editados, um deles recebeu indicação ao Prêmio Sharp na Categoria Música Instrumental.

 

Frederico Barbosa, poeta e professor de literatura, publicou oito livros, entre eles Nada feito nada (1993)e Brasibraseiro (2004), parceria com Antonio Risério, ambos vencedores do Prêmio Jabuti,além da antologia Na Lata (2013). É diretor da Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura.

 

Leonardo Tepedino é mestre em linguagens visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e arquiteto formado pela Universidade Santa Úrsula. Fez aperfeiçoamento em Artes Visuais em Milão, com orientação de Luciano Fabro. Participou de diversas exposições coletivas e individuais. 

 

Livio Tragtenberg é decompositor. Criador das Orquestras de Músicos das Ruas de São Paulo, Berlim, Miami e Rio de Janeiro.

 

Lucila Tragtenberg é soprano solista que atua com repertório de música de câmara, ópera, música contemporânea e eventos multimidia. Professora na PUC-SP e doutora em Comunicação e Semiótica.

 

Lucio Agra nasceu em Recife, PE, mas vive e trabalha em SP. É performer, poeta e professor. Atua artisticamente no Brasil e no exterior. Recentemente publicou Monstrutivismo - Reta e Curva das Vanguardas (Ed. Perspectiva, 2010). Prepara novo livro sobre a performance no mundo contemporâneo.

 

Marcelo Tápia, poeta e tradutor, é doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP.  Publicou cinco livros de poemas, entre eles Valor de uso (2009), e traduziu, entre outras obras, os romances Os passos perdidos (2008) e O reino deste mundo (2009, finalista do Prêmio Jabuti), de Alejo Carpentier. É co-organizador do livro Transcriação, de Haroldo de Campos. Dirige a Casa Guilherme de Almeida – Centro de Estudos de Tradução Literária.

 

Michel Sleiman é professor-doutor de Língua e Literatura Árabe da Universidade de São Paulo. Escreveu livros de crítica e tradução da poesia árabe-andalusina: A Poesia Árabe-Andaluza (2000) e A Arte do Zajal (2007). Dirige a Revista Tiraz de Estudos Árabes e das Culturas do Oriente Médio e preside o Instituto da Cultura Árabe, em São Paulo.

 

Nelson Ascher é poeta, tradutor e jornalista. Sua obra poética inclui Ponta da língua (1983), Sonho da Razão (1993), Algo de Sol (1996) e Parte Alguma (2005). Suas traduções estão reunidas em O Lado Obscuro (1996) e Poesia Alheia (1998). Parte de seus artigos está reunida em Pomos da Discórdia (1993).

 

Omar Khouri é Doutor em Comunicação e Semiótica. Atua como Professor Adjunto no Departamento de Artes Plásticas da UNESP, onde também foi coordenador do curso de Artes Visuais. É poeta, tradutor, artista gráfico, historiador e crítico de liguagens, além de co-editor e autor na Nomuque Edições.

 

Périecles Cavalcanti é músico e compositor, tem várias composições gravadas por Caetano Veloso, Gal Costa, Cassia Eller, Adriana Calcanhotto, entre outros. Entre seus principais CDs estão: Baião Metafísico, Sobre as Ondas, Canções e O Rei da Cultura.

 

Simone Homem de Mello, autora e tradutora, escreveu Orpheus Kristall (libreto de ópera, 2002), Périplos (poesia, 2005), Nem Silêncio senão o do Vento (libreto de ópera, 2007), Extravio Marinho (poesia, 2010), entre outros. Como tradutora se dedica à poesia de língua alemã e à obra de Peter Handke. É coordenadora do Centro de Referência Haroldo de Campos.


CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Quarta a sábado, das 12h às 16h
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
Governo do Estado de São Paulo
TRABALHE CONOSCO COMPRAS E CONTRATAÇÕES RELATÓRICO DE ATIVIDADES CONTRATO E GESTÃO SECRETARIA DA CULTURA OUVIDORIA